Briefing, a chave da aprovação

Qual a frequência de reprovações ou alterações dos seus projetos?

Se a resposta for de média a alta pode ser que o parafuso solto esteja lá no início do processo, numa etapa importante e subestimada chamada Briefing.

O Briefing é uma das etapas mais importantes do desenvolvimento de um projeto de design e muitas vezes é subestimado tanto pelo profissional quanto pelo cliente. É através dele que você identifica dores e objetivos a serem solucionados e alcançados pelo projeto, ou seja, sem um Briefing bem feito não existem solução bem feita.

Lembram daquele diálogo entre o gato e a Alice no País das Maravilhas:

– Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
– Isso depende muito de para onde queres ir – respondeu o gato.
– Preocupa-me pouco aonde ir – disse Alice.
– Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas – replicou o gato.

Pois é, mas acontece que qualquer caminho é MUITO CAMINHO!

Se os seus projeto sempre voltam com muitas alterações ou refações você pode estar com algum dos problemas abaixo:

  1. O seu cliente não sabe a importância, portanto não contribui na elaboração desta etapa;
  2. Você não está fazendo as perguntas certas;
  3. A sua metodologia está mal amarrada.

A primeira coisa que você precisa saber é que Briefing NÃO É o mesmo que proposta de projeto e vai muito além do que uma simples descrição. Especificar nome, data, instrução geral, prazo e orçamento não é o suficiente para desenvolver um projeto conciso.

Um Briefing de design de boa qualidade deve conter informações mais específicas e estratégicas. Compreender mais a fundo o negócio do seu cliente pode eliminar lacunas no seu planejamento.

Alguns optam por “brifar” enviando um formulário de preenchimento. Eu já acredito que nada substitui a reunião (seja ela presencial ou online) e devo o meu baixo índice de reprovações à escolha dessa metodologia. Durante a conversa podem surgir boas oportunidades para abordar temas e tirar dúvidas que não existiriam no formulário por escrito.

Algumas questões imprescindíveis que precisam estar claras no Briefing são:

  • Quais os objetivos básicos do projeto?
  • O que se quer comunicar?
  • Quem é o público-alvo?


A maneira como você vai compor as suas perguntas e buscar as respostas é livre.
Não existe fórmula mágica ou um padrão correto. O Briefing deve ser desenvolvido, revisitado e aprimorado ao longo dos anos. Muitas vezes essa evolução se dá através de tentativa e erro, mas se quiser uma dica de leitura para preparar bem o seu projeto anota aí:

” Briefing – a gestão do projeto de design” – Peter L. Phillips

Lembre-se de que a boa comunicação entre você e o seu cliente evita tensões e refações.

Deixe um comentário